Teve, por Unidade mobilizadora, o Regimento de Artilharia Ligeira 1, de Lisboa. Constituído por três Companhias operacionais e uma de comando e serviços - C.ART 738, C.ART 739, C.ART 740 e CCS - desembarcou em Luanda no dia 18 de Janeiro de 1965. Regressou à Metrópole em 1967, aportando ao cais da Rocha do Conde de Óbidos a 9 de Março

terça-feira, 16 de março de 2010

In Memoriam --- 05 - Manuel de Sousa Pinto

Manuel de Sousa Pinto
Cerimónia fúnebre
Tôto, no dia 16 de Março de 1965

Pouco sei, infelizmente, deste camarada.

Como, noutros postais, tenho já referido, parti da Metrópole apenas a 9 de Março de 1965, apresentando-me no Toto a 22 ou 23 de Março, não tenho bem a certeza, portanto alguns dias depois do falecimento deste soldado do meu Grupo de Combate. Não houve, devido a estas circunstâncias, participação conjunta em quaisquer operações, que cimentasse de maneira sólida a camaradagem característica da actividade militar, que permite manter vivas as recordações daqueles tempos.

Não tenho, também, qualquer lembrança dele, da altura da formação do BArt 741, no RAL1.

Igualmente não me foi possível, nos muitos convívios em que tenho participado, encontrar alguém que se recordasse deste camarada com aquele mínimo de certeza que permitisse escrever sobre ele um postal "In Memoriam". Nesta última confraternização, todavia, um camarada, ausente há vários anos, teve a gentileza de me oferecer a fotografia que encima este postal, tirada exactamente no dia da cerimónia fúnebre.

VETERANO

PS - Posterior pesquisa na net permitiu-me saber que o Manuel de Sousa Pinto era natural de Espinhosa-Azourém-Guimarães, constando estar sepultado no cemitério de Arosa. Julgo que a informação está errada, pois, a avaliar pela foto, repousará, antes, no talhão militar do Tôto.
PPS - Sobre o João Grilo Moreira, que não era do meu Grupo de Combate, tudo farei para obter do respectivo Comandante algumas palavras que publicarei no próximo aniversário do seu falecimento, isto é, a 16 de Fevereiro de 2011.
V.
«clique na foto, para ampliar»

Em sua homenagem, o "Toque do Silêncio"

1 comentário:

Anónimo disse...

meus ex camaradas eu estive no ral1 de fevereiro até o dia 28 de abril que eramos do batalhao 778 nao me lembro do nome do comandente pois em angola fomos independentes mas me lembro do nome do comandente ral1 que era o ultimo nome era rodrigues o primeiro nome nao sei escrever e foi ele que assinou minha licença militar para vir para o brasil e eu fui direto no gabinete dele e ele falou comigo alguns minutos e me falou que eu nao deveria vir para o brasil porque eu era um bom condutor isso ele conhecia porque eu fui motorista dele só quando eu fui para angola a que deixei de ser motorista dele era um bom homem meu ex camarada meu e-mail a g.necho@hotmail.com meu nome guilherme